Administração Pública
11.05.21

Moçambique: PROCULTURA apoia 11 projectos em várias áreas culturais

Foram assinados 11 contratos no âmbito do instrumento DIVERSIDADE, do programa PROCULTURA. Três dos requerentes são da província de Inhambane, um da Ilha de Moçambique e oito da província de Maputo.

Decorreu, no dia 10 de Maio de 2021, a assinatura dos contratos no Camões – Centro Cultural Português, em Maputo, e contou com a presença da Ministra da Cultura e Turismo, Eldevina Materula, o Embaixador de Portugal, António Costa Moura, e o Chefe de Delegação da União Europeia, Embaixador Antonio Sánchez-Benedito.

Dos 12 signatários dos contratos, três são da província de Inhambane, um da Ilha de Moçambique e oito da província de Maputo. As áreas são diversas, tais como, o turismo e o jornalismo cultural, o artesanato, a dança, o teatro, a música, as artes visuais digitais e atividades associativas e federativas.

O programa PROCULTURA visa a promoção do emprego em atividades geradoras de rendimento no setor cultural, nos PALOP e em Timor-Leste, e é financiado pela União Europeia, cofinanciado e gerido pelo Camões, I.P. e cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

O DIVERSIDADE é um instrumento de financiamento para a diversidade cultural, cidadania e identidade, em Moçambique.

Em Março de 1992, na Cidade de São Tomé e Príncipe, os Chefes de Estado e de Governo dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) manifestaram a firme vontade política em estabelecer relações de cooperação multiforme entre si e com a União Europeia, a que se juntou Timor-Leste em 2007, passando o grupo a designar-se PALOP-TL.